Empresa

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

categorias de produtos

- Acessórios
- Componentes e peças
- Softwares
- Impressoras e Scanners
- Rede
- Notebooks
- Monitores

localizaÇÃo

R. Aprígio de Araújo, 1243 - Centro
Sertãozinho - São Paulo, 14160-550

Veja o mapa

notÍcia

Última atualização em: 01 de Agosto de 2018 - 08:43:39
YouTube para computador agora se adapta a vídeos na vertical
Novo player do YouTube para desktops é mais dinâmico e se ajusta a vídeos em diferentes formatos, inclusive vertical; recurso já existe nas versões mobile
Imagem retirada de https://tecnoblog.net/253526/youtube-player-video-vertical/

No YouTube, vídeos gravados na vertical são muito comuns. Como não há campanha de conscientização que resolva, é melhor se adaptar a eles: a versão web do serviço ganhou uma atualização que faz o player se ajustar automaticamente à proporção da filmagem em vez de exibir faixas pretas nos espaços não preenchidos.

Essa é uma funcionalidade que já existe nas versões do YouTube para Android e iOS. Em ambas as plataformas, se você visualizar um vídeo gravado na vertical e colocá-lo em tela inteira, ele preencherá todo o visor.

A versão para desktop tem um ajuste mais dinâmico, afinal, os monitores são bem maiores. A ideia é suprimir as faixas pretas para otimizar ao máximo o espaço disponível. Por conta disso, a adaptação automática vale não só para gravações na vertical, mas também para vídeos em formato 4:3 e outras proporções. Vídeos em 16:9, mais comuns, podem ficar maiores no novo player, dependendo do tamanho da tela.

Se você acessar a versão web do YouTube agora e notar que o player não se ajustou automaticamente, não estranhe: o recurso está sendo liberado aos poucos. Talvez seja melhor assim: a novidade têm deixado usuários aborrecidos.

Muitos deles dizem no fórum de ajuda do YouTube que o novo player corta partes das bordas dos vídeos ou redimensiona o tamanho destes ao ponto de diminuir a qualidade da imagem. Isso ocorre porque, além de eliminar as faixas pretas, o YouTube tenta fazer os vídeos ocuparem mais espaço na tela.

O Google não informou quando o player dinâmico estará efetivamente disponível para todos os usuários, mas como tem havido bastante feedback negativo, pode ser que a liberação para todo mundo leve mais algum tempo.

Fonte: Tecnoblog